Térmicas x Renováveis – Mensagem ao Ministro de Minas e Energia

Térmicas x Renováveis

Ilmo. Sr. Ministro de Minas e Energia, Sr. Eduardo Braga,

Vimos por meio desta suplicar que invista dois minutos do seu tempo na leitura desta carta, para que possamos – juntos – reverter o retrocesso que está sendo sistematicamente implementado em nossa matriz energética, através da ativação das termoelétricas para gerar a energia que atenderá a demanda crescente em um cenário de escassez de recursos hídricos.
Veja alguns números:
1) Em 2014 foram literalmente queimados mais de R$ 50 bilhões para socorrer as distribuidoras e para gerar energia nas térmicas
2) Agora, será necessário gerar um aporte de mais 1.5GW e desses 867MW virão das térmicas. Considerando o custo de disponibilidade das térmicas essa energia estará saindo entre R$ 600,00 a R$ 800,00 por MW, ou seja, considerando uma operação de longo prazo em 2015, estamos falando minimamente de mais R$ 7 a 10 bilhões literalmente queimados neste processo.

Além de queimar o dinheiro do contribuinte, o governo representado pelo Sr. estará despejando milhões de toneladas de poluentes no meio ambiente em um momento em que estamos começando a sentir os terríveis efeitos do aquecimento global.

A NOSSA SOLUÇÃO Limpa, renovável e sustentável

Encurtando o assunto, venho por meio desta propor uma solução extremamente rápida de ser implementada e que resolverá no longo prazo os problemas de disponibilidade de energia para o Sudeste (na verdade para todo o Brasil), com CUSTOS E PERDAS MENORES ou NULOS na transmissão e distribuição dessa energia. Sim, obviamente estamos falando do investimento maciço na MICRO E MINIGERAÇÃO DISTRIBUÍDA utilizando fontes renováveis como a solar fotovoltaica e eólica.

Penso que a ideia não seja nenhuma novidade para o Sr., mas a forma sim pode ser revolucionária e servir de exemplo para o mundo.

Vamos partir, por exemplo, dos mesmos 867MW que precisamos aportar no Sudeste, e vamos considerar que o governo QUEIMARIA R$ 10 bilhões nas termoelétricas para gerar esta quantidade de energia, utilizando uma das fontes mais sujas que podem existir para o meio ambiente.

Vamos considerar o valor médio por watt (SEM SUBSÍDIOS) de R$ 9,00 para implementação de sistemas fotovoltaicos residenciais e comerciais, e considerando uma solução média com potência de 5kWp ocupando uma área de aproximadamente 50m2 sobre os telhados, coberturas, estacionamentos e outras áreas com alta incidência de irradiação solar e que hoje não têm uso nas grandes cidades.

Se o governo simplesmente fizesse a doação desses sistemas de forma planejada e em parceria com empresas como a nossa, estaríamos gerando a mesma quantidade de energia pelo valor de R$ 8 bilhões, com uma série de VANTAGENS:

1) O sistema estaria gerando energia limpa, renovável e sem outros custos pelos próximos 25 a 30 anos pelo valor que seria queimado em apenas um ano de operação das térmicas.
2) Estaríamos gerando milhares de empregos e disseminando a cultura de uso de renováveis em todos os níveis da sociedade, o que por si só já alavancaria um novo mercado, reduziria preços das soluções em função da escala de produção, atrairia investimentos, fábricas e lançaria o Brasil para a ponta, transformando-nos em uma referência para o mundo em termos de sustentabilidade.
3) Estaríamos viabilizando a entrada dos veículos elétricos no país, principalmente se fosse dado o incentivo para que os proprietários desses adquirissem também um sistema de geração de energia para suas residências, eliminando assim o “impacto” em nossa Matriz Energética, motivo esse que é alegado pelo governo para não incentivar a entrada desses veículos no país.

Em resumo, uma ação relativamente simples, que pode ser implementada imediatamente e que permitira injetar cada vez mais energia em nossa matriz SEM CUSTOS E PERDAS relativas a TRANSMISSÃO e DISTRIBUIÇÃO, de forma limpa e sustentável.

Estamos à sua disposição para unir forças e reunir os recursos técnicos e humanos para implementar as ações sugeridas.

Obrigado pela atenção e oportunidade,

Eduardo Nicol
RENEW Energia
www.renewenergia.com.br
(11) 98570-2332

Eduardo Nicol - CEO RENEW Energia e Professor Executivo na Pós-graduação em Administração da FGV - Acumula hoje mais de 28 anos de experiência na gestão de projetos complexos em tecnologia e inovação

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*